domingo, 3 de julho de 2011

Meia-noite em Paris

A sensação é que talvez em outro tempo, quando havia algo romântico dentro de mim, eu poderia ter adorado o filme.
Visto hoje, nem todo o encanto parisiense, nem as (raras) aparições da Carla Bruni,  nem por Woody Allen, nem a trilha sonora, nem... 


Não é o filme, o longa parece bom, sou eu.

5 comentários:

Lulu on the sky disse...

Vc provavelmente perdeu o romantismo, desiludiu com algo por isso que não se encantou com o filme. Me falaram super bem dele.
Big Beijos

Gaúcho disse...

Somos dois, então. Nem todo o romantismo de Paris irá me afetar agora. Estou tão receptivo quanto uma porta.

Abraços do Gaúcho.

Gaby Almeida disse...

Eu to com vontade de ver esse filme, dizem que é bom.

Menina pq vc não usa mais esmalte???

Mariana Castilho disse...

Eu curti o filme. Fui lembrando das aulas de literatura e arte durante. Eu me encantei, =D

Glenda Carla disse...

Agora sim eu entendi tua postagem, Annita.
O filme é ultra lindo, mas é preciso romantismo pra encará-lo.rs