sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Ar

Às vezes parece que não vamos superar 
até esquece que nada é feito pra durar
Às vezes amanhece e há preguiça de levantar 
de tanto que enlouqueceu à noite sem descansar
Às vezes a gente se aborrece sem querer perdoar 
e adoece sem saber (se) amar


Nenhum comentário: